Endereço

Rua Major Belo Lisboa, 22

Telefone

(35) 3622-3547

Programa ?Rotas para o Futuro? em Itajubá

Notícias

“Saúde e Segurança do Trabalho” foi tema da quinta edição do programa “Rotas para o Futuro” em Itajubá e reuniu industriários, gestores, funcionários e autoridades do município. O simpósio, que está percorrendo 16 cidades do Estado, aconteceu no Hotel Amantikyr, em 23 de julho. No Sul de Minas Gerais o evento também foi realizado nos municípios de Extrema e Pouso Alegre.

A iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) e do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae Minas) foi realizado em Itajubá com o apoio da FIEMG Regional Sul, do Sindicato das Indústrias de Itajubá (SIMMMEI) e da VB Comunicação. O objetivo do projeto é abordar, debater e disseminar informações sobre temas voltados ao fortalecimento da indústria.

A palestra apresentada pelo especialista em Segurança do Trabalho, Marcelo Giordano Gários, abordou o conceito sobre o que é segurança do trabalho no Brasil, questões trabalhistas e Justiça do Trabalho. Também falou como trabalhar com segurança e qualidade. Houve ainda um espaço para perguntas e debate com o palestrante e a gerente de Promoção Humana da FIEMG, Júnia Bastos.

O presidente do SIMMMEI, André Gesualdi, falou em seu discurso, sobre o cenário socioeconômico enfrentado pela indústria e a importância do tema para contínuo desenvolvimento do setor. Também estavam presentes o chefe de gabinete da Presidência do Sistema FIEMG, Antônio Marum, o superintendente do Serviço Social da Indústria (Sesi) de Minas Gerais, Lúcio Sampaio, e a gerente da unidade de Itajubá do Sesi, Maria Gorete Pedroso Corrêa Bissacot.

Antônio Marum destacou a importância fundamental em alertar e esclarecer os empresários de que os danos por falta de segurança no trabalho podem ser irreversíveis e onerosos. “Observar as normas e medidas de segurança é algo que beneficia a todos: trabalhadores, indústrias e ao setor como um todo. Percebemos que as negligências ocorrem não por falta de equipamentos, mas pela vigilância e supervisão insuficientes. Queremos mostrar esses pontos que necessitam de maior atenção para redução do índice de acidentes e desenvolvimento do setor”, explicou.

Para a gerente Júnia Bastos, é necessário criar uma cultura de segurança do trabalho. “Essa iniciativa traz à reflexão o papel das indústrias e do trabalhador na prevenção de acidentes e na segurança no trabalho. É necessário colocar a integridade do ser humano em primeiro lugar”, disse. Já o palestrante Marcelo Gários destacou a importância de divulgar informações sobre as melhores maneiras de prevenção e as consequências da falta de segurança: “Oferecer a estrutura e equipamentos adequados e depositar atenção na supervisão no correto uso é um investimento que beneficiará a todos. Devemos evitar as consequências de um acidente focando na prevenção”, concluiu.

 

 

Fonte: Contexto Assessoria em Comunicação

Compartilhar :

Últimas Notícias

Categorias

Have Any Question?

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod
Pular para o conteúdo