Endereço

Rua Major Belo Lisboa, 22

Telefone

(35) 3622-3547

SESI realiza teste químico para avaliar a qualidade da água

Notícias

O SESI Itajubá verificou, na manhã desta sexta-feira, as condições de limpeza e higiene de sua piscina. Os testes químicos foram realizados pelo técnico da empresa HTH, Fábio Forlenza. A empresa é fornecedora de produtos para tratamento de água das piscinas. O objetivo foi medir o índice de alcalinidade e PH da água, além de ajustar a quantidade de cloro, utilizado no tratamento.

“Nossa preocupação sempre foi e será de dar segurança através de um trabalho feito com responsabilidade, honestidade e transparência”, diz a gerente do SESI, Maria Gorete Pedroso Corrêa Bissacot.

Para o encarregado de manutenção do Clube SESI, Antônio Francisco Marques, “há muito tempo é feito o acompanhamento e estes testes são necessários, pois apontam se as condições da água estão dentro do padrão exigido pelo Ministério da Saúde”. “Para nós, a certificação é fundamental”, ressaltou a gerente.

“A gente percebe a qualidade da água e a preocupação do SESI com a saúde de nossos filhos”, afirmou Adriana Claudia Azevedo. Ela é mãe de Brenda e Pedro, que praticam aulas de natação duas vezes por semana. Já o sócio Eduardo Bonfá Guimarães disse que essa iniciativa é importante, pois é preciso conhecer a qualidade da piscina. “Assim ninguém corre o risco de sair daqui com algum tipo de contaminação”, declarou.

O controle realizado demonstrou normalidade em todos os itens. As gotas de água foram coletadas aleatoriamente e o índice de alcalinidade foi de 100 ml, sendo que o normal é de 80 a 120 ml. O PH registrado foi de 7,4 e a quantidade de cloro, 2 ppm. As condições consideradas normais é que o PH esteja entre 7 e 7,4 e para o cloro, de 1,5 a 2 ppm.

O técnico Fábio Forlenza disse que, até mesmo na transpiração, as pessoas passam uma quantidade de PH para a água. “É no confronto de PHs (água e corpo humano), que pode ocorrer irritação na pele e nos olhos. Por isso, a importância do controle rigoroso no tratamento de piscinas”, destacou. Fábio foi o responsável pela qualidade da água em todas as piscinas utilizadas nas competições aquáticas dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007. “O banhista pode estar seguro e nadar nesta piscina sossegado, sem grandes preocupações”, completou.

 

 

 

Fonte: Contexto Assessoria em Comunicação

Compartilhar :

Últimas Notícias

Categorias

Have Any Question?

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod
Pular para o conteúdo